PARTILHAR

Uma mulher filipina foi detida preventivamente e aguarda julgamento por suspeitas de ter sido quem abandonou a bebé recém-nascida no edifício Flower City, na Taipa. Segundo nota do Ministério Público, foi-lhe aplicada a medida de prisão preventiva para que não fuja às autoridades. O caso diz respeito ao abandono de uma bebé com horas de vida, ainda com a placenta, num caixote do lixo no 17º andar do Flower City. A mulher terá dado à luz numa casa nesse mesmo andar e, segundo a rádio chinesa, terá “cortado o umbilical” da bebé e colocado a menina no lixo porque esta “não chorou”, levando a mulher a crer que “estivesse morta”. Na mesma semana foi encontrado um bebé prematuro, morto, nos braços de uma outra mulher filipina, no mesmo edifício, quando a polícia investigava o primeiro caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here