PARTILHAR

O cão que tinha sido apanhado numa armadilha num local de construção na Taipa foi finalmente resgatado, com a ajuda da ANIMA – Sociedade Protectora dos Animais e do veterinário português António Galvão. Veni, a cadela assim baptizada, sofreu danos irreversíveis numa das patas devido à armadilha de ursos utilizada comummente na China continental para apanhar cães e gatos para consumo. O animal, à solta desde o dia 9 de Novembro, teve de sofrer amputação de alguns dedos e está, agora, sob protecção especial da ANIMA. Veni fazia parte de um local de construção de um casino, onde existem outros cães a cuidado de um residente. “O senhor Yum diz que esta é a segunda vez que um caso destes acontece e ele não sabe quem faz isso”, explica a ANIMA, que exige ainda a entrada em vigor da Lei de Protecção de Animais o mais breve possível “de forma a que se possa acabar com estas situações cruéis”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here