PARTILHAR

A Wynn Macau garante que está a acompanhar a situação da empresa junket Dore Entertainment e diz que a própria em nada está envolvida do caso de desvio de dinheiro da contabilista chefe, Chao Ioc Mei. Num comunicado enviado à bolsa de Hong Kong a Wynn garante que a operadora trabalha de forma independente, reforçando que não existem quaisquer dívidas entre as empresas em causa. Assim, explica a Wynn, as 60 vítimas do desvio de cerca de dois mil milhões de Hong Kong dólares não poderão recorrer à operadora do Jogo. Depois do caso ter sido tornado público, as acções da operadora de Jogo caíram 5%. Até ao momento, cita o Jornal Tribuna de Macau, já foram recebidas, pela Polícia Judiciária, 24 queixas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here