PARTILHAR

APolícia Judiciária (PJ) confirmou que a residente sexagenária, encontrada sem vida em casa na terça-feira, foi morta pelo seu marido, portador de uma doença mental grave. A mulher morreu por estrangulamento feito com a alça de uma mala.
Segundo as autoridades, a mulher foi encontrada morta no chão da sala do seu apartamento, localizado na Rua da Águia, perto do Jardim de Camões, depois de uma denúncia via telefone. Na mesma fracção, foi encontrado ainda o marido da mulher com 68 anos, em estado de ansiedade. O corpo apresentava vestígios de estrangulamento no pescoço, havendo indícios de que a mulher terá falecido na segunda-feira.
O canal chinês da Rádio Macau relata que as autoridades acreditam que o marido da vítima é o principal suspeito do caso, já que o idoso admitiu matar a mulher. Segundo a investigação da PJ, a vítima não apresentou resistência, por isso, acredita-se que o suspeito a matou enquanto a mesma dormia.
A PJ referiu ainda que, numa avaliação psicológica feita no Hospital Conde de São Januário ao idoso, foi diagnosticada uma doença psicológica grave. Os familiares do suspeito revelaram também que em 2008 o idoso foi diagnosticado com a mesma patologia, tendo sido aconselhado a consultas regulares, algo que o próprio idoso nunca aceitou. O caso segue agora para o Ministério Público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here