UNESCO | Si Ka Lon quer instruções claras para novos aterros

Flora Fong -
25
0
PARTILHAR

O deputado Si Ka Lon quer saber se o Governo de Macau pode colaborar com a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) para a elaboração de instruções claras de protecção da paisagem da Colina da Guia e da Penha, tendo em conta os projectos que vão nascer nos novos aterros.
Numa interpelação escrita entregue ao Governo, Si Ka Lon lembrou que os bairros antigos de Macau foram classificados na Lista do Património Mundial da UNESCO há dez anos, sendo que a Colina de Guia entrou na lista do património classificado do Governo por ter alto valor histórico, sendo o símbolo de um porto antigo surgido em Macau.
No entanto, o deputado apontou que existem lacunas nos regulamentos em relação à salvaguarda da paisagem desse património, tendo em conta o desenvolvimento da cidade, sem esquecer a altura dos edifícios que serão construídos no lote A da Doca dos Pescadores e zona B dos novos aterros, incluindo as zonas C e D, junto a Nam Van.
“Os lotes não estão dentro do âmbito da protecção do património cultural, o que faz com que a altura dos edifícios possa destruir as vistas das Colinas de Guia e da Penha. É necessário que o Governo crie instruções mais concretas para ganhar um equilíbrio entre a protecção do património e o desenvolvimento da cidade.”
Assim, Si Ka Lon pede para o Governo, aquando da elaboração do plano director para os novos aterros, reveja o âmbito das zonas de protecção do património, combinando as diferentes características.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here