PARTILHAR

O director executivo de Macau Special Olympics, Hetzer Siu, disse que cada vez menos portadores de deficiência estão a receber subsídios de deficiência, pelo que pede mais transparência no mecanismo de avaliação de deficiência do Instituto de Acção Social (IAS), ao invés do aumento dos subsídios. Foi na passada segunda-feira que o IAS anunciou o aumento do valor deste subsídio, que este ano será atribuído a 11,2 mil beneficiários.
Ao jornal Ou Mun, o director executivo concorda com o aumento de subsídio por considerar que se está a aproximar do nível da inflação. No entanto, referiu que o actual mecanismo de avaliação de deficiência do IAS está a adaptar novos mecanismos, que fazem com que cada vez mais portadores de deficiência mental ligeira, ao fazerem novos exames, percam a oportunidade de receber o subsídio por serem considerados mais avançados do que no último exame.
“Embora o IAS aumente sempre os montantes de subsídios, cada vez menos portadores de deficiência conseguem recebê-los e este é o grande problema”, determinou. Para Hetzer Siu, esta situação acontece devido à falta de transparência do mecanismo de avaliação. Para colmatar esse problema, diz, o IAS precisa de explicar claramente ao público qual o processo de avaliação do grau de deficiência. Se o nível de formação deste profissionais for elevado, Siu vai mais longe e pede que sejam auscultadas as opiniões de todas as partes interessadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here