PARTILHAR

O Chefe do Executivo admitiu ontem que a reforma judicial está lenta, concordando com a deputada Kwan Tsui Hang, que questionou o dirigente acerca dos apoios do Governo aos órgãos judiciais “no sentido de criar um sistema justo e imparcial”. Na mesma resposta, o líder da RAEM prometeu à deputada que iria transmitir a sua opinião ao presidente do Tribunal de Última Instância (TUI). De acordo com Chui Sai On, o ano judiciário passado teve aumentos significativos no número de processos em cada um dos tribunais da região, nomeadamente o TUI, que terá contado com um aumento de 61% dos processos. Uma das medidas para aliviar a pressão nos tribunais será a criação de um portal, tendo no entanto ficado por explicar a sua natureza. “Queremos criar um portal para [elevar a eficácia dos tribunais], para elevar a transparência judicial”, disse o Chefe do Executivo. Além disso, sublinhou que será necessário ouvir mais opiniões de associações e personalidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here