PARTILHAR

Foram ontem publicados os estatutos da nova Associação Cultural e Cinematográfica de Macau – Cinemateca, a qual pretende fazer a “divulgação, preservação e catalogação no que diz respeito à identidade e memória cinematográfica de Macau”. Esta nova Cinemateca pretende realizar uma “contribuição activa no desenvolvimento criativo e industrial do panorama cinematográfico e cultural da RAEM”, querendo ser ainda uma “plataforma de apoio e cooperação às associações ou identidades espalhadas pelo mundo”. Tudo para “promover a interculturalidade cinematográfica entre povos”.
A Cinemateca pretende ainda estabelecer uma ligação com as entidades locais, por forma a dar “apoio à produção local” e fazer uma “cooperação com as estruturas associativas culturais e criativas da RAEM”. Ao nível educativo e social, a Cinemateca tem ainda como objectivos a “criação de eventos culturais, que podem ou não ser em forma de cooperação com outras associações”, para além de pretender concretizar “acções de formação na perspectiva de workshops no âmbito cinematográfico e cultural, servindo desta forma os requisitos e necessidades culturais da população da RAEM”. No fundo, a Cinemateca pretende ser uma “plataforma de apoio à educação e conhecimento histórico e técnico”, como se pode ler no Boletim Oficial.
O HM tentou chegar à fala com os representantes da nova associação, mas até ao fecho da edição não foi possível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here