PARTILHAR

A Comissão de Desenvolvimento Democrático de Macau criticou o Governo Central por prender advogados que defendem os direitos da população. A Comissão pretende que o Governo Central suspenda as perseguições políticas a estas pessoas e a outros activistas.
Numa declaração enviada para os meios de comunicação, a Comissão – liderada pelos deputados democratas Au Kam San e Ng Kuok Cheong – aponta que 81 advogados do interior da China foram presos por defenderem direitos humanos, enquanto pelo menos seis destes foram detidos. O grupo considera que isto é resultado das “loucuras das autoridades de Pequim”.
“A Advocacia é considerada a profissão mais perigosa na China, sobretudo para aqueles que defendem os direitos a população em geral, aquela que não tem grande poder. É um fenómeno ridículo”, pode ler-se na carta. Mesmo que Macau esteja longe da capital do país, a Comissão apela desde aqui que o Governo Central suspenda este “rapto ilegal” dos advogados, liberando-os de imediato. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here