PARTILHAR

Das 11 mortes registadas no ano passado em estaleiros de construção, oito deveram-se à violação de regras de saúde e segurança, anunciou a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), citada pela revista Macau Business. Lam Iok Cheong, chefe do Departamento de Saúde e Segurança do organismo, disse em conferência de imprensa que as empresas onde estes acidentes fatais tiveram lugar foram multadas num total de 50 mil patacas. “A penalidade referente à violação das regras de saúde e segurança que resultam em acidentes mortais na área da construção tende ainda a ser reduzida”, admitiu contudo o responsável, adiantando que “a pena mínima aplicada à violação da saúde e segurança laboral é de mil patacas e a máxima de 15 mil”. Quando ocorrem situações fatais ou incidentes graves a penalidade pode ser triplicada para um mínimo de três mil patacas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here