PARTILHAR

Macau conta, neste momento, com 141 promotores de jogo licenciados, menos 42 do que no ano passado. Os números são da Direcção de Inspecção de Coordenação de Jogos (DICJ), que ontem publicou a lista de junkets licenciados em Boletim Oficial. Da lista, continua a fazer parte a Dore – que viu uma funcionária de uma das suas salas envolvida no caso de furto de mais de 300 milhões de patacas –, a Tak Shun e a Sun City, entre outras, sendo que 20 dos promotores são indivíduos sem qualquer ligação a empresas. No início do ano, Paulo Chan, director da DICJ, já tinha indicado que 35 junkets deixaram de estar autorizados a operar em Macau na sequência das novas exigências implementadas após o caso Dore e que passavam pelo controlo contabilístico e financeiro dos promotores de jogo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here