PARTILHAR

O Produto Interno Bruto (PIB) registou uma contracção real de 24,2%, no terceiro trimestre do ano. O valor foi inferior ao registado no segundo trimestre, quando o PIB caiu 26,4%. Nos três primeiros trimestres de 2015, a economia retraiu-se 25%, em termos reais, informam os Serviços de Estatística e Censos, em comunicado à imprensa.
No terceiro trimestre a contracção económica foi causada, principalmente, pela contínua queda das exportações de serviços, de decréscimos de 37,4% nos serviços do Jogo e de 15,3% nas exportações dos outros serviços turísticos, face ao trimestre homólogo do ano passado.
O comércio de mercadorias apresentou um comportamento frágil, com diminuição de 0,1% nas importações de bens e abrandamento do crescimento das exportações de bens (+5,4%). Por outro lado, o deflactor implícito do PIB, que mede a variação global de preços, ascendeu a 4,2%, em termos anuais.
A economia continuou em processo de ajustamento, provocando gradualmente uma maior atitude de prudência no consumo privado, tendo contudo estabilizado a situação de emprego, com aumento de rendimento do emprego. A despesa de consumo final do Governo aumentou 6,2%, em termos anuais, com acréscimos de 5,3% em remuneração de empregados e de 7,3% em compras líquidas de bens e serviços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here