PARTILHAR

No final de Maio, Macau tinha 179.416 trabalhadores não residentes, um aumento superior a 27 mil trabalhadores comparado com o mesmo período do ano passado. Os dados são do Gabinete para os Recursos Humanos, citados pela Rádio Macau, e indicam que a China continental continua a ser a principal origem da mão-de-obra importada, com mais de 117 mil trabalhadores. Logo a seguir, com um universo superior a 22.803 pessoas, estão os cidadãos provenientes das Filipinas, que trabalham sobretudo como empregados domésticos. Em comparação com Maio do ano passado, o grupo de trabalhadores da China continental foi aquele que mais cresceu, sendo que há quase mais 20 mil trabalhadores do que havia em 2014.

PARTILHAR
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here