Tânia dos Santos

101 ARTIGOS 0 COMENTÁRIOS
taniarsdossantos@gmail.com

Porque é que se faz sexo?

Um dos problemas teóricos nunca resolvidos é... porque é que se faz sexo? Não há respostas claras para isto, do ponto de vista da evolução.

Playboy

Andei a vasculhar nos meios de comunicação o legado do homem-lenda Hugh Hefner, para rapidamente perceber que é polémico

É difícil ser mulher

O regular leitor deste excerto temático saberá que tenho uma natural tendência para discutir a condição feminina nos dias que correm

Lentamente

Parece que o sexo lento é o segredo melhor guardado dos senhores-mestres-deuses do sexo

Glossário do Sexo

As palavras usadas para descrever a verdadeira diversidade sexual são mais que muitas.

Poliamor

O poliamor é um estado de relação que não se rege por expectativas monogâmicas. A palavra de ordem é a do amor livre - amor...

Sexting

Se há quem defenda que a revolução digital não alterará a nossa forma de nos relacionarmos, eu não faço parte desse grupo de pessoas....

A Biologia do Amor

O complexo sistema hormonal que cada um de nós possui alimenta as sensações amorosas do nosso corpo. Nós sabemos quando estamos com tesão, apaixonados...

Crises

Ninguém gosta muito da ideia de que está a envelhecer. A determinada altura das nossas vidas recusamos aniversários porque são a lembrança de que...

O amor não escolhe idades

Se o amor não escolhe idades, o sexo também não escolhe idades. Não me venham cá com lenga-lengas de que relacionamentos com parceiros mais velhos ou mais novos são reflexo de ‘recalcamentos’, má resolução de processos de vinculação ou que possam ser encarados como problemas psico-emocionais. Aconselho muita calma nesses julgamentos.

Sexo a longo-prazo

Quando um casal já tem muitos anos de convivência, o sexo vai sofrendo algumas alterações. Se no início da relação o sexo é gozado...

Pés de Lótus

Os pés de Lótus já são difíceis de encontrar. Em 2015 ainda se encontravam as últimas 50 mulheres na China com pés de Lótus, mas em 2017 já ninguém sabe quantas são ao certo.

Mais Amor

Já não é a primeira vez que me debruço sobre a temática do amor, e muito provavelmente não será a última. O amor sustenta...

Sabem o que aconteceu durante a semana passada?

Sabem? Não? Permitam-me que me refira a alguns eventos relacionados com sexo e género dos últimos dias. Hoje cá me fico a enumerar e...

Libertem os mamilos

Será que é assim tão simples, libertar os mamilos? Eu diria que não é fácil. Há qualquer coisa de especialmente escandaloso, chocante e perverso no mamilo, feminino, claro!

Retratos

O retrato reflecte a eminência da libertação sexual, e isso será possível quando a política da culpa substituir a política do prazer. Na cultura popular a sexualidade é vista como uma forma rentável de lidar com o mercado.

Fricção Científica

Estamos mais perto do futuro do que julgamos. O mundo do sexo, que já é pouco complexo, terá formas de inteligência artificial em corpos...

Saúde Feminina

dropcap style=’circle’]Para este exercício reflexivo tentarei de alguma forma pensar na saúde sexual feminina no debate médico contemporâneo, onde a medicina convencional está muitas...

Dia de beijos

Dia 13 de Abril foi o dia internacional do beijo! Há quem diga que na verdade é no dia 6 de Julho, mas que...

O sexo dos insectos

O sexo dos insectos ensina-nos que não podemos confundir o que é normal do que é natural. Se o natural é o biológico e...

Bi

A M. é uma mulher especial como todas as outras – porque toda a gente é especial de alguma forma. A M. tem um...

Meter a colher

Na definição mais pura e singela do amor não fará sentido enquadrá-lo nestes moldes da violência. Contudo, esta ligação existe, como se a polimorfia do amor fosse capaz de justificar um chapa na cara ou um comentário ofensivo do nosso mais que tudo.

Os pronomes importam-se

Porque é que os pronomes haveriam de se importar? Os pronomes, com a sua capacidade limitada de reflexão, ainda assim, importam-se com o género das pessoas. Na língua inglesa os pronomes estão em especial destaque porque é das poucas ocasiões em que reflectimos sobre a identidade de género da pessoa com quem comunicamos.

O Complexo Materno

Não acreditem se alguém insistir na naturalidade da maternidade. Se Freud referia-se aos impulsos sexuais da forma enfatizada como o fazia, era porque acreditava...