Sérgio de Almeida Correia

16 ARTIGOS 0 COMENTÁRIOS

Notas pós-eleitorais

À cabeça é de referir que o sufrágio directo trouxe consigo um reforço da componente mais popular da Assembleia Legislativa (AL), por oposição a uma presença mais lobista

As respostas que tardam sobre a ETAR de Macau

Não é que não haja outros assuntos, menos desagradáveis e menos mal cheirosos, a merecerem atenção, mas, já agora, na sequência da intervenção que...

Análise sobre concessões de jogo: Pensar com tempo

À medida que o tempo se escoa e se aproxima o termo dos contratos vigentes de concessão e de "subconcessão" para exploração dos jogos de fortuna ou azar em casino, aumenta o número de questões que se coloca em relação ao seu futuro, assistindo-se a uma movimentação dos escudeiros ao serviço dos interesses dos empresários directa e indirectamente associados à indústria do jogo

O ardina viajou

Até ao fim, sans Dieu ni maître, como cantou o Ferré, cá estaremos, Rui. Honrando a memória e o legado. Com os que estiverem connosco às sextas-feiras. E nos outros dias. À alvorada, se necessário. Continuando a percorrer os trilhos e as veredas incertas da vida com o mesmo à-vontade. Como homens livres que sempre fomos. Até ao fim.

Um pesar doentio

“Xinhua News Agency | Sun, 2017-01-08 MACAO, Jan. 8 (Xinhua) -- Chui Sai On, chief executive of China's Macao Special Administrative Region (SAR), on...

Notas rodoviárias

O interesse pelos assuntos da Região, a discussão pública das matérias de interesse público e a justa indignação cívica pelo que de mais aberrante sobressai da actuação do Governo e do que se tem legislado, salvo momentos pontuais, não têm constituído ao longo dos anos marcas da participação dos cidadão de Macau.

A machadada que faltava

"There's no regret more painful than the regret of things that never were." (Fernando Pessoa, Portuguese poet translated by Richard Zenith, Lisbon 2006) Omatutino Ponto...

Direitos Humanos : Um saco de boxe sem protecção

“L´avocat n´oubliera pas, qu’homme du judiciaire ou du juridique, il incarne un contre-pouvoir dans la société civilisé et libérale à laquelle il appartient. Investi...

Rota do prazer

Não sou editor, não sou escritor, não sou organizador de nada. Nem mesmo da minha vida, que de cada vez que julgo estar a reorganizá-la se desorganiza logo de seguida, por qualquer razão, deixando-me sem jeito.

Uma triste ficção

Um economista estaria em óptima posição para explicar ao leitor o que é a moeda. De uma nação, de um estado, de uma simples...

Ainda faltava a cereja no topo do bolo

O final do mandato do Prof. Cavaco Silva coincide, grosso modo, com a passagem do 16.º aniversário da transferência de administração de Macau para...

O príncipe

"Meu Deus, como a sua presença eleva o nível da conversa!", disse-me Swann como que para se desculpar diante de Bergotte, ele que no meio dos...

Sobre a estabilidade da RAEM

Em Ciência Política há várias formas de encarar o conceito de estabilidade. Para um autor como Bruce Russett, a medida da estabilidade é vista...

O preço da inércia

Muitas têm sido as vozes que em Macau se têm lamentado do constante e inexplicável aumento de preços em relação a bens e produtos...

Para que serve a mediação imobiliária em Macau?

Importaria ainda que o legislador clarificasse as situações em que os mediadores devem ter um direito à comissão, como contrapartida de um serviço efectivamente prestado, regulando os seus termos, isto é, valor e prazo de pagamento, se possível diferindo este pelo tempo de vigência do contrato.

Um país, três sistemas

Reconheço que reflecti várias vezes sobre a publicação destas linhas. Resolvido o meu problema poderia ter silenciado, abalado, ido à minha vida. Há, todavia,...