Mulheres de Itália

Bibiana está em coma na cama do hospital, mas percebe que os filhos estão a repetir o nome dela para perceberem se ela está a ouvir. Ela faz toda a força para mexer um dedo, mas não deve ter conseguido porque os filhos continuam a repetir o seu nome no mesmo tom.

Bice está com uma amiga a fazer símbolos fálicos gigantes nas mesas da sala de aula.
Brigida é uma escultura consagrada, mas há meses que só consegue comer pão e ver programas de televisão estúpidos. Está a sempre a repetir ao marido que não está deprimida.

Brigitta está ao lado do Presidente na reunião a fazer uma cara séria para mostrar que é responsável e está atenta, mas tem uma enorme dor nos pés por causa dos sapatos novos. Não sabe se vai aguentar a dor, mas não os pode tirar naquele momento.

Bruna está quase a entrar no avião e leva na mão esquerda um terço que, apesar da vergonha, nunca larga. Os meus dedos é que precisam disto, não é a minha cabeça. Não é para rezar, diz Bruna como se pedisse desculpas a alguém.

Brunilde acabou de se queimar, ao tirar um bolo de laranja do forno, e diz foda-se, tão alto, que o pai se levanta da mesa, vira as costas e vai para o quarto.

Calogera está a fazer palavras cruzadas e as últimas duas que escreveu foram: carteiro e revolucionário; e por isso está a pensar se a melhor actividade para um revolucionário não será mesmo a de baralhar as moradas todas.

Calpurnia depois de virar a esquina, olha para todos os lados, abre um botão da camisa e puxa a minissaia um pouco mais para cima. Olha depois para trás como se tivesse acabado de cometer um crime.
Camelia está a jantar com o marido e a pensar que já não suporta vê-lo comer e ficar depois com restos de carne nos dentes.

Camilla está com raiva do irmão mais velho e parte uma garrafa de vidro e ameaça cortar-lhe os testículos se ele voltar a persegui-lo quando ela sai com um amigo.

Candida está a tentar acabar a tese de mestrado sobre o artista Robert Morris e pensa que se o tivesse conhecido talvez lhe tivesse dito para ele fazer uma caixa onde coubesse um corpo gordo como o dela e não apenas caixas para corpos magros como o dele.
Capitolina está deitada enquanto lhe fazem a depilação.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários