PARTILHAR

Mais marcas regionais e a criação de itinerários culturais chamados de “multidestinos” são as sugestões que Alexis Tam deixou na primeira participação de Macau na Reunião dos Ministros da Cultura da China, Japão e Coreia do Sul (ASEAN). Em comunicado de imprensa é deixada a intenção do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, que diz querer “fazer a diferença dando relevo às especificidades da região”.
Tendo como base os 500 anos de história e ligação com os países que integram a ASEAN, o que representa, para o Secretário, uma forma privilegiada de uma região que abraça o oriente e o ocidente, Alexis Tam sugere a criação de marcas da terra que demonstrem as suas características culturais únicas e a sua expansão a mercados internacionais. Por outro lado, a tónica também pairou no aumento da formação para o Turismo através da co-organização de cursos nas área da hotelaria não só com a ASEAN, mas também recorrendo ao mecanismo de cooperação que Macau tem encetado com a Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas.
Ponto de relevo é ainda a aposta no turismo cultural e, para Alexis Tam, é necessário que se estabeleça “um mecanismo de interacção e intercâmbio cultural” em que os países da ASEAN possam participar nos eventos de carácter cultural e artístico na RAEM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here