PARTILHAR

A Direcção dos Serviços de Assuntos de Justiça (DSAJ) e o Instituto de Acção Social (IAS) estão a prestar apoio jurídico aos pequenos proprietários de fracções do edifício Wa Keong, no qual embateu o autocarro de turismo que seguia desgovernado na Rua da Entena. De acordo com um comunicado do Governo, dez das 11 vítimas do acidente terão alta esta semana.
Responsáveis da DSAJ encontraram-se com os moradores do prédio – que o Governo disse estar estável – para se inteirarem das solicitações e dar-lhes pareceres jurídicos, “para ajudá-los a defenderem os seus direitos e interesses conforme a lei”.
A polícia ainda está a investigar as causas do acidente, pelo que “as autoridades apenas podem fazer aos pequenos proprietários uma breve apresentação sobre os assuntos da lei vigente, respondendo a questões jurídicas”, como indica o Executivo.
A responsabilidade civil, os processos de pedido de indemnização através da arbitragem e via judicial, a prescrição do procedimento penal, as condições e meios de pedido da assistência judiciária e a cobertura e valor do seguro de responsabilidade civil automóvel foram algumas das áreas de interesse dos moradores.
Do acidente com o autocarro de turismo resultaram mais de 30 vítimas, sendo que 11 delas ainda estavam internadas no Kiang Wu. Todas, à excepção da que foi operada a um traumatismo craniano e que se encontra em coma, terão alta esta semana.
A empresa de consultadoria contratada pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) está ainda a efectuar um estudo de viabilidade para obras de reparação do pilar do prédio.
Actualmente, quatro famílias do edifício afectado estão alojadas em fracções temporárias. Entre os 44 turistas do grupo de excursão, além dos feridos que se encontram hospitalizados, há nove turistas (um dos quais voltou a Macau) que ainda permanecem no território para acompanhar os familiares hospitalizados ou continuam em negociações com a agência de viagens local sobre a questão da compensação monetária. Sete familiares dos turistas feridos permanecem em Macau, tendo-lhes sido fornecido alojamento pela agência de viagens local responsável pela excursão que vinha de Shenzhen.

Autocarro evacuado

Um autocarro que seguia este sábado na Avenida de Venceslau de Morais expeliu fumo, levando a que 15 passageiros fossem retirados do veículo. Segundo uma análise preliminar dos Bombeiros, o fumo devia-se às más condições dos travões, cujos calços acabaram por ficar “colados ao pneu traseiro do autocarro”. O caso não deixou feridos, mas nos últimos anos os acidentes de autocarro provocados por problemas técnicos têm sido frequentes. Em Outubro do ano passado, um autocarro incendiou-se devido a um curto-circuito. Em Janeiro, Julho e Agosto outros veículos viram fumos a sair da carroçaria.

PARTILHAR
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here