PARTILHAR

O FBI suspeita que um dos associados de Ng Lap Seng, detido desde o ano passado nos Estados Unidos por suspeita de corrupção em conluio com John Ashe, da ONU, trabalha para os serviços secretos da China. A notícia resulta de uma transcrição do interrogatório de que foi alvo o empresário de Macau. O documento, citado pelo Wall Street Journal, foi entregue no tribunal federal de Manhattan, na semana passada. Ao FBI, Ng Lap Seng disse não saber se Qin Fei trabalhava ou tinha contacto com os serviços secretos chineses. A ligação de ambos está relacionada com o grupo Sun Kian Ip. Qin Fei era consultor da empresa de Ng Lap Seng.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here