PARTILHAR

Apassagem do tufão Chanthu obrigou a que mais de mil pessoas fossem retiradas de suas casas. Esta catástrofe deixou sem electricidade 850 habitações e obrigou ao cancelamento de dezenas de voos domésticos bem como a interrupção da circulação dos comboios de alta velocidade.
Chanthu, o sétimo tufão da temporada no Pacífico, chegou na terça-feira ao arquipélago nipónico e deslocou-se pela costa, até atingir a região de Iwate pelas 12horas locais segundo dados da Agência Meteorológica do Japão (JMA).
Grande parte do país asiático encontrava-se em alerta devido à chuva intensa, vento forte e ondulação causados pelo tufão, que continuava ontem a avançar em direcção ao nordeste.
O Chanthu gerou rajadas de vento até 126 quilómetros por hora e precipitação de 65 milímetros por hora em algumas zonas do centro do país, enquanto na ilha de Hokkaido, em menos de um dia, choveu o acumulado em todo o mês de Agosto.
As autoridades da localidade de Otsuchi, em Iwate, ordenaram a retirada de 1.290 pessoas devido às inundações e deslizamentos de terras causados pelas chuvas torrenciais, segundo a estação estatal NHK.
Na localidade de Ishinomaki (região de Miyagi, vizinha de Iwate), cerca de 850 casas ficaram sem electricidade, informou a empresa Tohoku Electric Power, responsável pelo fornecimento de energia eléctrica.
As condições meteorológicas extremas também causaram o cancelamento de duas dezenas de voos domésticos, a maioria a partir dos aeroportos do nordeste, assim como a interrupção de 18 comboios shinkansen , da linha de alta velocidade, na mesma zona.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here