PARTILHAR

AChina anunciou ontem que as operações da companhia aérea norte-coreana Air Koryo, estão restringidas, em território chinês. Esta medida acontece na sequência de uma aterragem de emergência feita por um avião daquela companhia, após ter sido detectado um incêndio a bordo.
A Administração de Aviação Civil da China vai adoptar “medidas relevantes para limitar as operações” da companhia aérea, afirmou num comunicado, difundido através do seu ‘site’ oficial.
No mês passado, um voo da Air Koryo, entre Pyongyang e Pequim, foi obrigado a desviar-se e aterrar na cidade de Shenyang no nordeste da China, “porque o avião começou a arder”, noticiou a agência oficial Xinhua, que citou um passageiro a bordo. De acordo com a Administração da Aviação Civil da China terá sido um dos botões para chamar o pessoal de bordo, que desencadeou o fogo. Muito embora o incidente não tenha provocado danos pessoais, a Air Koryo deve melhorar o seu treino para lidar com incidentes do género, melhorar as suas comunicações com os controladores de tráfego aéreo e a manutenção dos seus aviões, apontou o regulador chinês.
A companhia aérea registou apenas um acidente fatal em mais de 30 anos, apesar de ser a única no mundo classificada com apenas “uma estrela” pelo sistema de ‘rating’ Skytrax.
As suas rotas são muito limitadas, incluindo apenas voos regulares para três destinos na China e para Vladivostok, na Rússia.
O voo entre Pequim e Pyongyang é feito com um avião de fabrico russo, um Tupolev Tu-204, com capacidade para transportar 140 pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here