PARTILHAR

Um motorista da Uber, que foi apanhado pela polícia a conduzir embriagado, recorreu de uma decisão do tribunal. O homem foi condenado a uma pena de quatro meses de prisão e está inibido de conduzir durante um ano e meio. A pena é um cúmulo por ser reincidente, mas o motorista interpôs recurso do Tribunal Judicial de Base (TJB). O tribunal mandou, então, aplicar como medida de coacção o termo de residência e a obrigação de apresentação periódica de 15 em 15 dias, medidas a que o homem fica sujeito enquanto o caso não for novamente a julgamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here