PARTILHAR
Japão aponta o dedo à China e acusa o país de invasão das suas águas territoriais ao largo das ilhas Diayou. O país nipónico considera a situação insustentável e pede calma na resolução da situação. Suspeita-se que hajam importantes reservas de gás natural e petróleo naquele arquipélago. Taiwan também reclama a soberania do território

Ogoverno do Japão publicou um vídeo que mostra vários navios chineses em águas territoriais nipónicas à volta das ilhas disputadas de Senkaku e Diayou, como parte dos protestos para levar o país vizinho a desistir das incursões na zona. As imagens foram gravadas pela Guarda Costeira entre os dias 5 e 9 de Agosto. Num comunicado que acompanha o filme, o Ministério dos Negócios Estrangeiros classifica a acção como “inaceitável” e considera que o comportamento da China está a provocar uma escalada de tensão na região.
A 6 de Agosto foi apresentado um protesto às autoridades de Pequim por terem sido detectados mais de 200 barcos perto das ilhas Diaoyu. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros japonês, em 2012 um total de 40 navios de mil ou mais toneladas entraram nas suas águas, e o número triplicou em 2015 para 120 navios.
A disputa pela posse do arquipélago das Diaoyu que está desabitado e tem apenas sete quilómetros quadrados, levou a que as relações entre os dois países tivessem sofrido um dos seus piores momentos em décadas, após Tóquio ter adquirido, em meados de Setembro de 2012, três das ilhas a um proprietário privado. O gesto foi contestado tanto pela China como por Taiwan, que também reclama a soberania das ilhas, e gerou uma onda de protestos contra o país vizinho, e que em alguns casos, tiveram contornos violentos, e originaram o cancelamento de eventos diplomáticos.
Desde que o clima de tensão se agravou, a zona alvo da contenda tem vindo a ser patrulhada por embarcações das partes envolvidas. Suspeita-se que existam importantes reservas de petróleo e gás natural naquele pequeno pedaço de terra.
  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here