PARTILHAR

O vice-presidente e director da Associação Águias Voadoras, In Kam Seng, afirmou durante a participação de uma actividade que demitiu o instrutor acusado de abuso sexual de várias crianças no passado que espera que a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ) volte a entregar o subsídio, suspenso devido ao caso. O responsável frisa que, neste momento , o caso já entrou em processo judicial e vai ser julgado em breve. A Associação também já reorganizou o interior da Associação, incluindo a substituição de todos os instrutores e assistentes sociais bem como implementou uma avaliação mais exigente aos empregados, diz ainda. Para aumentar a vigilância também já foram instaladas câmaras que funcionam durante 24 horas. O responsável pela Associação referiu que, este ano, como não recebeu financiamento da DSEJ, encontra-se com dificuldades de liquidez. Contudo, ao que o HM apurou em Boletim Oficial, a Associação continua a receber apoio da Fundação Macau, tendo tido 650 mil patacas em Abril deste ano para financiar o plano de actividades.

PARTILHAR
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here