PARTILHAR

A venda de bilhetes de cinema na China pode atingir, em 2017, os 10.300 milhões de dólares, superando pela primeira vez as dos Estados Unidos, actualmente o maior mercado mundial, prevê um relatório da consultora PricewaterhouseCoopers (PwC).

O relatório ontem publicado, aponta para um crescimento anual do sector cinematográfico na China, de quase 20%, registando ainda uma ampla margem de crescimento, podendo as receitas ultrapassar os 15.000 milhões de dólares no final desta década.

Segundo o estudo de mercado, cerca de um terço das receitas de bilheteira mundiais virá das salas chinesas, já que a PwC, segundo a agência noticiosa Efe, calcula que o sector cresça em termos mundiais, até 2020, cerca de 49.300 milhões de dólares.

Segundo o mesmo estudo os retornos publicitários na indústria cinematográfica chinesa poderão ultrapassar, em 2020, os 161 milhões de dólares.

O cinema chinês cresceu, paralelamente, ao desenvolvimento do gigante do imobiliário e do entretenimento, Wanda Group, que é actualmente a maior cadeia de salas de cinema no mundo, depois de ter adquirido, em 2012, a sua principal rival norte-americana.

DEIXE UMA RESPOSTA